and ooh I like you.

and ooh I like you.

Você sempre me entorpece. Me envolve com seus braços, me segura, me mantém sempre perto de você. Tenho medo de segurar sua imagem, porque eu talvez nunca mais solte. Você sabe como eu me sinto quando você me toca. Sabe como cada olhar seu me queima, me prende, me leva para longe. Cada segundo perto de você parece anos e mais anos, e mesmo assim não me canso. Quero sempre mais, mais abraços que me tranquilizam, mais sorrisos que me fazem morrer um pouquinho, mais carinhos que me deixam quente, sempre pedindo mais. E eu não me importo. Não percebo as suas manias, os obstáculos, as dificuldades, as brigas. Não me importo. Qualquer que seja o caminho, sigo sempre em sua direção, porque sei que você está de braços abertos, me esperando. Me esperando, sempre me esperando. A melodia em nossa história é a espera, é a prova, é a verdade, que seremos sempre, sempre mesmo, eu e você. Com ou sem dificuldades. Com ou sem distância. Com ou sem defeitos. Com ou sem brigas.

Então me abraçe, me envolva, quero sentir cada milimetro seu colado em mim. Quero sempre ir dormir com você ao meu lado, quero sempre seus carinhos, seus beijos, seus sorrisos. Não posso ser de outro alguém, não posso, não enquanto meu corpo e alma gritam cada vez mais alto por você. Nunca acreditei que poderia ser de alguém, mas agora eu entendo. Entendo como é sentir seu corpo se iluminando a cada olhar que recebo de você. Sinto o choque elétrico que seu sorriso me transmite. E sei que isso não acontece com qualquer um, não nessa intensidade. Corpo e mente seguem seus passos, seus movimentos, seus desejos. E cada vez mais, sempre mais, sem restrições. Você conhece meu sentimento, isso não é um sonho. Venha, meu amor, me deixe te abraçar e te dizer o quanto você é importante pra mim. O quanto eu dependo de você. O quanto eu quero você comigo, sempre. Sempre e sempre.

[Hope – Bring me Flowers]

Anúncios
Mil Motivos

Mil Motivos

eu poderia tentar explicar como eu me sinto bem com você ao meu lado. eu poderia dizer que você é simplesmente tudo que eu procuro em alguém. poderia até confessar que desde nossa primeira conversa, eu tenho certeza que você é tudo pra mim. se fosse de alguma forma útil, eu te diria o quanto minha vida gira em torno de você, o centro desse meu universo. eu diria como você me encanta e surpreende fazendo as coisas mais comuns do dia-a-dia. citaria, até, as vezes que você não faz nada e mesmo assim me tira o fôlego. eu poderia descrever como meus pulmões falham, como meu coração bate mais devagar, como eu fico com a sensação de estar desmaiando, só porque você disse que me ama.

Se fosse alguma ajuda, eu poderia falar o quanto você me mudou. poderia contar as milhões de vezes que você me fez sentir meu próprio sangue correndo em minhas veias. poderia dizer como você deu sentido à toda minha vida. eu gritaria ao mundo inteiro como cada fibra do meu ser pertence a você, e somente a você. eu diria como sinto sua falta, como preciso do seu abraço, como me perco em seu sorriso. Eu explicaria, com todas as palavras possíveis, como você virou meu planeta de cabeça para baixo, e como fez tudo isso ter um sentido. eu até confessaria pra todo mundo que as vezes ainda sinto seu cheirinho gostoso no meu travesseiro.

Se fizesse algum sentido, eu te diria que a cada dia sem você, eu me sinto como se estivesse bem aí, ao seu lado, cuidando de você com todo o carinho que você merece. eu soltaria que meu passatempo preferido é ver você dormir ao meu lado. eu te diria que suas manhas e seus desejos me entorpecem, me alucinam. também diria que cada minuto sem você não se compara a importância que um segundo tem quando estou ao seu lado. eu te diria, com todas as letras, que eu sou sua, inteiramente sua, sempre. e diria também que o meu sempre inclui cada segundo que estamos longe. eu poderia dizer que seus olhos me dominam e, por outro lado, me assustam. eu diria que pensar em você é quase tão gostoso quanto aquele dia maravilhoso na praia, descansando depois de um dia árduo.

Se fosse de alguma utilidade, eu te diria todos os mil motivos que me prendem a você, que me envolvem cada vez mais a você. Se fizesse alguma diferença, eu tentaria te explicar como e porque eu te amo, como e porque eu preciso de você, como e porque você é certo pra mim. Eu ficaria horas e mais horas descrevendo cada choque elétrico que você me passa, cada pensamento gostoso que me transmite, cada momento saudosista que me impõe. Se ajudasse em alguma coisa, eu te diria que, apesar de estar a milhares de quilometros de você, apesar de estar a meeeses de um abraço teu, meu corpo e alma são completamente teus, para fazer com eles o que quiser. Eu te pertenço. Te pertenço do mesmo jeito que a folha pertence ao livro. Te pertenço do mesmo jeito que uma metade pertence a outra.

Nada vai mudar isso.

um rascunho de meeeeses atras..

um rascunho de meeeeses atras..

o que eu posso te oferecer talvez nunca seja suficiente. talvez por mais que eu tente, dia após dia, hora após hora, segundo após segundo, ser aquela que mais importa para você – talvez, só talvez – nunca seja exatamente aquilo que você esteja procurando. Talvez meu sorriso não seja tão bonito quanto você tenha me falado que é, talvez meus olhos não brilhem como deveriam ao te ver. talvez eu nao te faça ter um arrepio constante na espinha quando sussurro algo no teu ouvido. meu maior medo é que talvez eu realmente faça tudo isso com você, e mesmo assim tenha alguém por aí que faça melhor, que faça com mais vontade, que faça com mais amor.

talvez o meu amor por você não seja suficiente. talvez o susto que levei ao saber que você nao seria mais meu não tenha sido tão forte quanto eu esperava, quanto você esperava, quanto todo mundo esperava. talvez essas minhas palavras sejam coladas em meu cérebro e de uma forma infantil fiquem comigo por mais anos e anos.

talvez você mereça, afinal, um lugar na minha memória. talvez o valor que meu cérebro te deu seja pouco comparado ao valor que meu coração quer te dar.. talvez eu sinta falta.. talvez não.. :/

do passado.

do passado.

sabe, já passei por tanta coisa que cada dia do ano me lembra uma coisa diferente, uma pessoa diferente, um lugar diferente. daqui 3 dias, e por mais uns 2, eu vou me lembrar sem intervalo do ano passado, das férias, de como minha respiração mudou e meus sonhos também. é engraçado pensar que naqueles dias eu estava tão feliz, tão em paz, realizando meu sonho de um dia te ver, ver onde você mora, com cada detalhe insignificante que você compartilhava comigo, e não imaginava que tudo aquilo fosse ter a importância que está tendo agora. aqueles dias eram sobre e para mim, e de alguma forma, enquanto você me fazia sorrir o dia inteiro, me fez ficar com a lembrança gostosa de estar ao seu lado, não importando o dia, a situação ou qualquer coisa que eu pensei que fosse acontecer. acho que cada sorriso que eu dei aquele dia, que me fizeram cada vez mais feliz, estão apertando meu coração de uma forma que eu nao sei explicar.

a realidade é essa, eu estou com saudades, de você, da sua família, de estar ao seu lado num lugar tão bonito e perfeito para mim. acho que quanto mais eu penso nisso, mais fico nostálgica e mais fico com vontade de desaparecer daqui e talvez esquecer um pouco tudo isso. meu coração anda apertado, anda querendo mais e mais, e a única coisa me consolando é saber que você é (e vai continuar sendo) aquele que vai sempre me deixar serena, feliz,  mesmo nao entendendo o porque e o como.

Pelo menos agora eu sei que sonhos podem ser realizados, e o meu sonho (e seu também, já que você deixou isso bem claro) de estar contigo o quanto antes, vai se realizar. (: não importa se for no final do ano com você aqui, ou daqui alguns anos comigo aí. vai acontecer e isso é maravilhoso. acho que sempre foi x)

Sensações

Sensações

Você abre meus brônquios, hiperventila meus pulmões. Dilata minhas pupilas. Acelera meu coração. Me faz suar frio, ter tremedeiras, arrepios. A boca fica seca. Mas só a boca…

Me deixa levemente tonta e absurdamente boba. Tenho ataques freqüentes, dos mais diversos tipos: de romantismo brega, de babaquice crônica, de choro, de riso, de inocência descabida, de megalomania, de sensibilidade exacerbada, de pânico (de te perder), de ternura piegas, de fragilidade e de raiva, por estar sucumbindo a tudo isso.

Que vergonha. A vergonha é a sombra do amor, já dizia a filósofa Polly Jean Harvey… “I don’t need anything but you…and it’s a shame, shame, shame…”

Tenho dores de estômago. Uma criação de borboletas nele, acho. Elas saem em revoada pela minha boca, quando sorrio ao te ver.

Estou com hemorragia interna. Mas o que corre em minhas entranhas não é sangue, é calda de chocolate. Quente, lenta, doce, entorpecente.

Agora sou uma mulher, ponto. Que anda de mãos dadas na rua, que não consegue mais dormir sozinha, que faz manha quando não ganha carinho.

Você me devolveu muitas coisas…entre elas a capacidade de acreditar. Não sei se te mato ou te amo ainda mais por isso. É grave… só posso concluir que meu estado é gravíssimo.

(de algum site por aí)

Você está aqui..

Você está aqui..

Você está aqui. Parece que tudo está fechado e protegido por uma redoma de vidro finíssimo e o calor torna os movimentos ainda mais pesados; mas não há calma dentro de mim. É como se um rato etivesse roendo a minha alma, e de uma maneira imperceptível que até parece suave. Não estou mal e também não estou bem, a coisa preocupante é que “não estou”. Escuto aquele música e fecho os olhos, a melodia calma e tranqüilizante parece ajudar meu coração a encontrar um ritmo suave, mas logo me vem a imagem de seu sorriso, de seus olhos. De uma hora para outra me vejo escutando suas palavras, sussurrando carinhosamente que me ama, me chamando de “pequena” e me abraçando, como se eu fosse aquela que mais te entende, que mais te preocupa. E nesses momentos eu me sinto protegida e calma. É como se um escudo nos protegesse de todos os barulhos, de todas as pessoas, de todos os pensamentos que não sejam sobre eu e você.

Na maior parte do ano você está longe; seu corpo está aqui, mas sua mente está viajando. Brigo com você. Choro por você. Fico noites e mais noites atrás de algum consolo, construindo um muro para que você não entre nunca mais em meus pensamentos. Mas você está aqui. De vez em quando acorda, me abraça, ri comigo, me fala da nossa vida no futuro, de como vamos ser felizes, de como vamos nos amar mais e mais a cada dia, a cada momento. Eu viro minha cara, como modo de defesa do seu sorriso impecável, mas você me puxa para si, me segura com força, olha nos meus olhos e me faz ler neles o quanto você me ama. O quanto eu pertenço àquele lugar, nos seus braços, do seu lado, te beijando ou abraçando e sorrindo com cada uma de suas manias. Me perco nessas imagens, no seu encanto, no seu jeito infalível de me conquistar só com um sorriso. Eu me vejo adulta e calma, sem preocupações e sem choros, ao seu lado; vejo nossa casa, vejo nossas briguinhas inúteis e a forma que vamos fazer as pazes. Me vejo segurando seu braço com orgulho, como se você fosse a pessoa mais bem sucedida que já conheci.

Sinto, suavemente, a batida mais lenta do meu coração. Percebo então que estou caindo na realidade. Você está aqui, você diz que me ama, mas eu sei que daqui alguns dias você vai estar longe. Tudo em minha volta começa a acelerar e me sinto perdida. Sei que a realidade está aqui, que você não faz parte dela e que talvez nunca faça. Foi certo aquela vez, mas talvez nunca mais seja, talvez meu erro me persiga até o fim de meus dias. Mas saiba que ainda hoje, quando tudo está aparentemente perdido e meu rumo é incerto, fecho os olhos. E a primeira imagem que vem em minha cabeça, amor, é você.

Há muito tempo..

Há muito tempo..

sinto falta de você quando está longe. eu invejo quem te tem por perto, nem que seja pra acenar de longe. eu sinto falta de você quando você está por perto, eu sempre penso que você poderia estar em minha alma. eu sinto falta do seu sorriso, do seu jeito de responsável, das suas frases que me deixam melhor. eu sinto fata dos seus braços :~ daquele gesto de quem ama, daquele jeito de quem tá bem. eu sinto falta dos seus olhos, do jeito que você me olhava quando dizia que me amava. eu imagino você ao meu lado e eu sinto falta do seu calor. do seu amor, do seu carinho. eu sonho com você e eu acordo com saudades. saudades de te ter, de te abraçar, de poder sonhar com você sabendo que eu ainda te vejo naquele dia. eu fantasio acordada que você está aqui. eu te vejo. eu sinto falta da sua presença, do seu espanto. te vejo em qualquer lugar. eu estou voltando para casa de um dia cansativo e eu te vejo na porta do meu prédio, sorrindo, esperando a minha volta. eu vejo seus braços em minha volta toda vez que estou quase caindo, e eu quase sinto seu desespero. eu imagino tantas coisas.
eu sinto falta de você quando está perto. eu imagino você ao meu lado 24 horas por dia, e eu imagino nosso futuro. eu sinto falta de quando você me ligava pra dizer boa noite. e eu ainda sonho com a possibilidade de te ter sem o medo. eu sinto falta daquele frio na barriga que eu sentia quando estava indo embora. eu sinto falta de te abraçar e dizer que te amo e eu ainda quero suas lágrimas de saudades e as nossas conversas de amantes. eu te quero aqui. sempre. por ser um dos únicos que ainda se mantêm em minha mente, e por ter essa habilidade de me fazer pensar. eu sinto falta de você sentir falta. eu sinto falta de você falar que sente falta. eu sinto falta da sua voz. eu sinto falta dos seus erros, das nossas brigas, dos nossos desentendimentos. eu quero meus anos de novo. eu quero você só pra mim, ao meu lado, me mantendo feliz o dia inteiro. eu sinto falta do choro contigo por saber que você vai embora. e eu ainda quero seus pensamentos só pra mim. eu sinto falta de não sentir meu coração doendo toda vez que penso em você. eu sinto falta de poder falar com você sem medo de que algo venha a atrapalhar tudo. eu sinto falta de te ter como parte da minha vida, como meu grande amor, como o dono dos meus pensamentos. eu sinto falta de não estar confusa, e de estar confusa com você me ajudando a entender. eu sinto falta de quando você deixava de fazer algo por mim. eu sinto falta de não ser tão egoista e não deixar que você pensasse que eu era. eu sinto falta da sua falta de ciumes. eu sinto falta de te abraçar, fechar os olhos, e pensar que momentos como aqueles não vão ter nunca mais. eu sinto falta de te ver como algo maravilhoso, algo que está acontecendo. eu sinto falta de segurar a tua mão. eu sinto falta de poder te dizer tudo que eu penso. eu sinto falta de não ter medo de nada, de não ter preocupaçoes. eu sinto falta de te ter comigo.
eu sinto falta..