Nota

Parece que a última vez que eu atualizei isso aqui foi há alguns éons.. Tanta coisa mudou.. Algumas para melhor, outras não tanto.. Eu estou cada vez mais com mais perguntas e menos respostas, mas acredito que a vida é assim mesmo não? Conforme a gente vai evoluindo, a gente vai aprendendo a se desapegar de algumas coisas e a ser cada vez mais flexível, porque – honestamente – tem coisas que acontecem ao acaso mesmo, e não tem motivo a ser entendido.

Eu ando numa fase de auto-descoberta muito tensa. Alguns traços que eram meus desde pequena eu estou perdendo, mas ainda não decidi se isso é algo bom ou ruim, se isso é algo que eu devo deixar acontecer, ou se eu devo lutar para recuperar.. A mudança é boa? Eu não sei ainda.. Se eu não tiver o que eu era, eu não sei de que jeito serei, que tipo de pessoa eu vou me tornar. Eu sempre tive um plano: eu sou uma pessoa que gosta de planejamento precoce, que adora uma rotina, que entra um pouco em pânico em situações de mudanças abruptas. Ou eu era..

Acho que nada do que eu falei fez sentido, é assim que eu ando me sentindo nas últimas semanas. Como se tudo que eu pensasse não fizesse sentido, e uma coisa puxasse outra cada vez mais rápido, e eu não tenho ligações neurais suficientes para lidar com tudo ao mesmo tempo e encontrar uma solução pra tudo – não, encontrar A solução correta para cada coisa. O pior de tudo é que: quanto mais tempo eu passar pensando nisso, mais eu fico confusa e desgastada. Mas quanto menos tempo eu pensar nisso, mais perdida eu me acho no mundo.

Ainda não sei pra onde vou, quem vou ser, o que vou fazer, mas talvez tem que ser assim.. Talvez agora é a hora de escolher livremente o que eu quero – seja lá o que for.

Anúncios